Depois da Audiência Pública na última sexta-feira 13, o Secretário de Planejamento, Ruy Côrrea, que se manifestou publicamente contrário ao Projeto de Lei 1621/2017 , agendou uma reunião de ontem para hoje na Câmara para pedir o arquivamento do Projeto de Lei enquanto o processo de revisão participativa do Plano Diretor de Santarém não é finalizado. O tal PL tenta atropelar o processo legítimo em andamento para autorizar a construção de prédios de 19m em Alter do Chão e em todas as praias de Santarém e 27m na orla da cidade, transformando também o PAE Eixo Forte em área urbana e liberando o Lago do Maicá para portos. A aliança formada pelos movimentos e associações das comunidades que seriam impactadas por tal proposta  foi atendida do lado de fora. O Vereador Henderson Pinto remarcou a reunião de trabalho na prefeitura para segunda-feira, dia 23 de outubro, às 9h da manhã, no Plenarinho. Falou, ainda, que se o movimento quiser uma sessão de tribuna livre, tal pedido precisa ser feito a partir de deliberação da Assembleia Geral do Plano Diretor, que é soberano. 

Foto Aloyana Lemos

Enquanto professores apinhavam a Câmara e davam uma aula de mobilização social, o movimento em defesa  Alter do Chão, do Eixo Forte, do Maicá, do Mapíri, do Papucu, dos igarapés do Irurá e Urumari, de Pontas de Pedras, do Tapari, do Caraparanari e do Pajuça conversava:

“Se não fosse pela mobilização dos comunitários e dos movimentos sociais, certamente esse projeto de lei já teria sido aprovado. Fechamos posicionamento de que vamos exigir da Câmara que suspenda a tramitação do PL e só volte a discuti-lo após a aprovação da revisão do Plano Diretor, cujo processo só deve ser retomado depois que essa nossa demanda seja atendida pelos vereadores. Essa não é uma luta fácil, mas vamos vencendo cada obstáculo e estamos cada vez mais unidos e articulados”. – Sara Pereira, FASE

 

Foto Jarine Reis

Cada minuto de espera alimentava a união e cumplicidade entre todos que aguardavam.

Mesmo que os pedidos do Eixo Forte fossem atendidos, se os de Alter não forem, seguiremos juntos. Os encaminhamentos da audiência pública devem ser respeitados pelo legislativo e honrados pelo executivo, até porque não há outro caminho para o consenso entre a classe política e a sociedade civil organizada. – Alberto Silva, PAE Eixo Forte

Foto de Tula Barcellos

De certa forma, antes da audiência, estava cada um batalhando individualmente, mas depois do dia 13 e especialmente hoje se consolida essa união de vários grupos diferentes para contestar o Projeto de Lei de forma comum. – Léo Ferreira, APA Alter do Chão

Foto de Tula Barcellos

Os vereadores de Santarém precisam entender que a eleição não lhes confere poderes irrestritos para tratarem o interesse público a partir de suas conveniências particulares. Esse Projeto de Lei afeta diretamente os direitos territoriais, os modos e a qualidade de vida de toda a população santarena, em especial dos moradores do PAE Eixo Forte, Alter-do-Chão e das demais praias da cidade. E tudo para quê? Para beneficiar o mercado imobiliário, as construtoras e os grandes empresários do ramo hoteleiro. – Sara Pereira / FASE

 

Leilane Borari lendo a carta unificada dos movimentos sociais, que foi assinada por todos – Foto Marcio Halla

Por volta de 5h da tarde, os vereadores Henderson Pinto e Silvio Amorim foram falar com os presentes.

A gente respeita porque o plenário do Plano Diretor é soberano e o pedido de paralização é legítimo. – Vereador Henderson Pinto

Até a nova conversa com o movimento na segunda-feira, a Câmara também não fará outro encontro, cancelando a reunião técnica que aconteceria na sexta-feira.

 

 

Vereador Henderson Pinto – foto Aloyana Lemos

Henderson Pinto falando com movimento, ao lado de fora da Câmara.

 

Vereador Silvio Amorim, que preside à comissão de meio ambiente – Foto de Júnior Sardinha

Convidados para a reunião amanhã, em Alter do Chão, no Salão Paroquial, o vereador disse que se não vier, enviará uma comissão de vereadores para o encontro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *