Por José Roberto Aguilar

Convocamos todos os cidadãos e cidadãs de bem para prestigiar o show de carimbó de CHICO MALTA nesta quinta-feira, 21h30. Convidamos que levem seus celulares e transmitam ao vivo para todo o Brasil a cultura do oeste do Pará.

Este show será uma homenagem as vítimas de Brumadinho, aos garotos do Flamengo e a Ricardo Boechat. Difícil tarefa de transformar a dor em alegria, mas ao menos que seja uma oração de alegria PARA QUE ISTO NUNCA MAIS ACONTEÇA.

OUTRA GRANDE HOMENAGEM DE CHICO SERÁ PARA OS MESTRES DOS SABERES E FAZERES DA CULTURA POPULAR APRESENTANDO MÚSICAS TEMÁTICAS DE SAÚDE, MEIO AMBIENTE E RESGATE DE CIDADANIA COM RITUAIS DE VIVÊNCIAS.

Foto: Kevin Gonzalez

CHEGA DE DESAPARECIMENTOS. A gente acorda e não tem mais Ministério da Cultura nem mais verbas para a dita cuja. A demarcação de terras indígenas some. Conquistas sociais desaparecem. Mais dois petelecos as ONGS sumirão. E assim por diante até você descobrir que está numa casa vazia.

VAMOS LUTAR PARA QUE A VISIBILIDADE DA CULTURA NÃO DESAPAREÇA.

Sabe quanto custa para assistir um show de Chico Malta as quinta-feiras ou um chorinho na Dona Glória nas sextas-feiras? R$ 0,00. A cerveja é por sua conta.

Mas não sejamos idiotas ao considerar isto como definitivo e garantido. A ÚNICA FORMA DE PRESERVAR A CULTURA É ESTAR PRESENTE E PRESTIGIAR.

PRECISAMOS FICAR INTELIGENTES E COMUNICATIVOS. A pior passividade é se sentir como vítima. Isto leva a depressão e a impotência. A melhor tática é a EMPATIA e a SOLIDARIEDADE. A comunicação com seu semelhante. Só o amor não basta. MAS O AMOR PRESENCIAL SIM. A comodidade também não é legal. Ser crítico ao sistema, viver na sua torre de marfim e dormir o sono dos justos é muito pobre. É melhor ter pesadelos que estes se aproximam mais da realidade.

QUEM É CHICO MALTA?

Ele é um mestre crió e o fundador do Movimento de Carimbó no Centro Oeste do Pará. Ele é um grande genial compositor que merece todo o nosso respeito e admiração. Quando eu cheguei a estas bandas em 2004 e adiante, só ficava em Jamaraguá . Porque vir a Alter do Chão, era meio sem graça. Isto é o que eu pensava na minha ignorância. Mas a partir de 2008 com o Movimento de Carimbó explodindo no Centro Cultural do Boro, eu fui fisgado pela cultura e transformamos, eu e minha companheira Fernanda, Alter do Chão em nosso segundo lar.

A CULTURA DO CARIMBÓ É A CULTURA MAIS IMPORTANTE DESTE LUGAR. PORTANTO VAMOS ESTAR PRESENTES NO SHOW DE QUINTA FEIRA DE CHICO MALTA E REGISTRÁ-LO AO VIVO PARA TODO O BRASIL. VIVA O CARIMBÓ!!!!!!!!

Categories: Carimbó

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *